Skip Ribbon Commands Skip to main content
Share This

Tetradur LA-300

Antibiótico injetável à base de diidrato de oxitetraciclina a 30%, indicado para bovinos e suínos, formulado para promover uma ação prolongada, resultando em uma atividade antibacteriana contínua por até 7 dias nos bovinos e 9 dias nos suínos* Indicado para o tratamento e controle de infecções como: anaplasmose, pneumonias, enterites, pododermatites, onfaloflebites, leptospirose, infecções uterinas, mastites, queratoconjuntivite bovina, artrites e outras doenças causadas por organismos sensíveis às oxitetraciclinas.


Apresentação

Frascos de 50 mL.


 

Modo de Usar

Administração por via intramuscular, preferencialmente na "tábua do pescoço". A dose recomendada é de 1 mL/10 kg. Devem-se evitar volumes superiores a 15 mL no mesmo local em bovinos e 10 mL nos suínos.

Período de Carência

Bovinos destinados ao consumo humano somente podem ser abatidos dentro do período de 35 dias após o tratamento.

Não usar em vacas leiteiras até 30 dias antes da data prevista para o parto e durante toda a lactação.

Suínos destinados ao consumo humano não devem ser abatidos dentro do período de 28 dias após o tratamento.

Conservação

Conservar as embalagens fechadas, em local seco, sob temperatura de até 25oC e ao abrigo da luz.

Prazo de Validade

3 anos após a data de fabricação.

Características

  • Amplo espectro (ricketesias, espiroquetas e bactérias gram-positivas e gram-negativas), combatendo as principais infecções dos bovinos e suínos.
  • Maior concentração de oxitetraciclina.
  • Longa ação, o que resulta numa atividade antibacteriana contínua por até 7 dias nos bovinos e 9 dias nos suínos*.
  • Atinge rapidamente o pico plasmático - entre 4 e 6 horas após a administração.
  • Produto da empresa líder do mercado veterinário no Brasil e no mundo.

 

Benefícios

  • Com o mesmo volume de dose promove uma ação prolongada por 50% mais tempo que as oxitetraciclinas LA-200.
  • Menos mão-de-obra.
  • Menos manejo.
  • Maior praticidade.
  • Mais segurança.
  • Menos estresse para os animais.
  • Rápida recuperação do animal.
  • Minimiza as perdas causadas pelas infecções, como: retardo no crescimento, queda de produtividade, morte do animal e riscos de disseminação das infecções para animais sadios.


©2017